Juiz alemão retira Wikipedia.de da rede

Janeiro 20, 2006 at 9:48 pm 11 comentários

Li na Folha esta pérola do nonsense jurídico com sotaque alemão:

O conteúdo do site www.wikipedia.de, versão alemã da enciclopédia on-line Wikipedia, tornou-se inacessível ontem por uma decisão judicial. As informações deste site são redigidas e editadas por internautas.

A Justiça da Alemanha tomou esta decisão com base em um processo aberto pela família de um pirata virtual. Os parentes de “Tron” –que morreu enforcado em um parque em 1998– não queriam que seu nome verdadeiro fosse revelado. Por isso, processaram a Wikimedia Foundation, responsável pela enciclopédia virtual que tinha a informação.

Não vou nem discutir o mérito da ação, se a Wikipedia teria ou não o direito de divulgar as informações em questão. O absurdo da decisão é retirar a Wikipedia inteira da rede – com cerca de 343.000 artigos – simplesmente porque um único artigo continha informação controversa.

Será que este juiz não tem um neto, para assessorá-lo nestes “casos difíceis”?

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

Entrevista na TV Comunitária Especialização em Ciências Penais

11 comentários Add your own

  • 1. Luiz Augusto Zamuner  |  Janeiro 20, 2006 às 10:44 pm

    Já pensou se a moda pega e um juiz, diante algumas comunidades Orkut racistas (criminosas), resolve tirar o Google e todos os seus agregados da net?

    Responder
  • 2. Leuadeque  |  Janeiro 21, 2006 às 9:44 am

    Na verdade, apesar de “wikipedia.de” ter sido tirado do ar, a Wikipédia em alemão continua acessível por http://de.wikipedia.org . Inclusive, ainda é possível ler o artigo sobre o “hacker” com o seu nome completo: http://de.wikipedia.org/wiki/Tron_%28Hacker%29 .

    Responder
  • 3. Tulio Vianna  |  Janeiro 21, 2006 às 10:02 am

    Alguém deveria lembrar ao advogado da família de Tron que às vezes um processo pode piorar em muito a situação do seu cliente. Até então quase ninguém sabia quem era o hacker alemão Tron. Com a publicidade em virtude da retirada da Wikipedia.de da rede, o mundo inteiro ficou sabendo que esta era a identidade secreta de Boris Floricic.

    Não bastasse todo o conteúdo da Wikipedia.de ter sido movido para o endereço http://de.wikipedia.org (fora da jurisdição alemã), foi criada, em 14 de janeiro de 2006, a versão em inglês do verbete Tron (hacker), certamente motivada pela repercussão da ação na justiça alemã.

    Qualquer semelhança com o caso Artha é mera coincidência.

    Responder
  • 4. Alexandre oxielA  |  Janeiro 21, 2006 às 11:51 am

    Olá Tulio,

    Conheci seu blog por mero acaso há alguns dias e achei suas postagens bastante interessantes. Já está linkado na minha lista de favoritos acessados periodicamente.

    A respeito da Wikipedia, efetivamente o tiro foi pela culatra. Acredito que uma simples carta formal da família aos mantenedores do site bastaria.

    Afinal de contas, acredito que o objetivo da enciclopédia nunca foi prejudicar a imagem de ninguém.

    No entanto, uma ação judicial nos leva a crer que a família tinha interesse em indenização em dinheiro. Acho impossível não saberem a exposição que teriam, e acho que todos sabemos como os valores e morais familiares estão deturpados hoje em dia.

    Abraços.

    Responder
  • 5. Bernardo Menicucci Grossi  |  Janeiro 23, 2006 às 12:32 pm

    Cuidado hein, Túlio… daqui a pouco vão querer tirar seu site do ar porque informou o nome do (tal) hacker… 🙂

    Responder
  • 6. Luiz Augusto Zamuner  |  Janeiro 23, 2006 às 3:47 pm

    Imagino uma ação judicial contra nós da comunidade de Penal movida pelo PdB e PdB Jr…

    Responder
  • 7. Bruno  |  Janeiro 23, 2006 às 11:03 pm

    Fala Prof! Até que enfim voltou a atualizar constantemente seu blog hein! Já tava com saudades e tinha parado de entrar… dado a estagnação!
    Voltemos à ativa!
    Abs.

    Responder
  • 8. Luiz Henrique Merlin  |  Janeiro 29, 2006 às 7:25 pm

    O caderno Mais! da Folha de SPaulo de hoje traz uma entrevista muito boa sobre o assunto.

    Abraços.

    Responder
  • 9. Carla(Carry)  |  Janeiro 30, 2006 às 12:00 pm

    Eu,heim?Generalizar para quê?Sabemos que existem muitas coisas ruins não só no Wikipedia,mas na net em geral,mas isso não tira o mérito da idéia brilhante aplicada em questão!!!!!!!!!

    Responder
  • 10. Caio Costa  |  Abril 2, 2006 às 11:00 pm

    É do tipo de coisa absurda que empobrece a esperança contra os “malucos” que se alimentam de ações de propriedade intelectual.

    Responder
  • 11. Ana  |  Abril 16, 2006 às 8:20 pm

    ahahhaa essa foi ótima, Túlio. Um netinho e se resolveria…

    (mas, falando sério, o Alexandre tem razão: custava apenas uma carta? Tenho quase certeza que resolveria)

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed



%d bloggers like this: